Pontes Rolantes de Coquefação

Design inteligente para um trabalho difícil

Nós sabemos que as instalações de produção de coque funcionam sem interrupção. Com curtos intervalos de manutenção e menos tempo para grandes revisões, as falhas em uma ponte rolante de coquefação afetam os tempos de produção e podem também causar situações potencialmente inseguras para os técnicos. É por isso que todos as nossas pontes rolates de coquefação são criadas para resistir às condições mais difíceis.

Características do tambor e do cabo de aço

Nossas pontes rolantes empregam uma razão tambor/polia extremamente alta, ou seja, 30:1 com relação à razão de 24:1 padrão. Um tambor de tamanho maior reduz a tensão colocada no cabo de aço ao reduzir a intensidade da curvatura em volta do tambor. Estima-se que o inovador sistema de passagem dos cabos aumente o tempo de vida dos cabos em até 40%*, reduzindo significativamente com o tempo os custos de manutenção.

Impedimentos de invólucro do cabo

Nós equipamos todas as nossas pontes rolantes de coquefação com um impedimento de envólucro integrado. No caso improvável de uma carga cair, essa característica de segurança impede que o cabo de aço envolva o tambor na direção oposta.

Armazenamento do cabo

Algumas partes dos cabos de aço, no uso contínuo, podem ficar danificadas. Adicionamos três vezes o espaço do cabo necessário em nossas pontes rolantes de coquefação. Assim, as partes danificadas podem ser removidas e o cabo pode ser repassado até três vezes, poupando tempo e dinheiro.

Rolamentos, engrenagens e conexões duráveis

Nossos rolamentos são criados para serem mantidos em funcionamento durante 50.000 horas, no total, muito mais do que os rolamentos de uma ponte rolante padrão. Todas as engrenagens são 58 HRC, cimentadas, retificadas e acabadas e desenvolvidas para AGMA Classe 11, no mínimo. Dispomos nossas engrenagens com a força necessária para resistir ao uso diário e quase constante. Para uma manutenção e lubrificação de conexões mais fáceis, nós as agrupamos em um ponto central.

Células de carga em cada tambor com somatória

Para ajudar e evitar sobrecarga ou cargas desequilibradas, usamos células de cargas inteligentes em cada tambor, com um recurso de somatória de carga. Os lasers detectam o peso exato da carga, mesmo por meio de fatores complicadores, como vários cabos ou ganchos.

Ponte rolante de coquefação EOT

As pontes rolantes de coquefação de Deslocamento Elétrico Elevado (EOT) dispõem geralmente de vigas de até 46 metros, bem como de cabines móveis independentes para uma maior visibilidade do operador. É frequente encontrar esta concepção em modelos com grandes vigas, dispondo de uma almofada de secagem ao longo da caçamba. O coque descarregado para a caçamba é movido até à almofada de secagem durante cerca de 24 horas, até estar suficientemente seco para ser manuseado por um transportador.

Ponte rolante de coquefação com suporte simples

A configuração do suporte de ponte rolante simples (SLG) oferece-lhe modelos que tiram proveito do trilho de passagem da tremonha lateral instalada no nível da grade. Essa configuração permite economizar com uma estrutura de passagem em altura. Os SLG podem ser utilizados com tremonhas móveis, configuração essa que aumenta o rendimento da ponte rolante, eliminando deste modo o longo percurso do ciclo de trabalho da mesma.

Suporte de ponte rolante simples com viga em balanço

A ponte rolante de coquefação de semipórtico com cantilever dispõe das mesmas vantagens de um SLG sem cantilever. Oferece ainda a possibilidade de instalar caçambas mais estreitas, fornecendo deste modo uma capacidade de armazenamento superior, além do suporte. A viga em balanço permite que a tremonha tenha dimensões que ultrapassem as da caçamba básica, constituindo uma melhor opção para determinados locais.